Dias coloridos!: Ota (por Miguel Sousa Tavares)
Dias coloridos!: Ota (por Miguel Sousa Tavares)
Cor e mais cor
 


online


Kinja, the weblog guide


aog69444
À beira mar plantada
A miúda da 4L
Boneca de Papel
Da minha vida sei eu
Duas novas vidinhas
Equívocos
Ilha das maçãs
Lia
Oriana
Uns e outros
Ynismon
2 tons

rosa02
A ervilha
A minha vida dava um blog
Apenas mais um
Bomba inteligente
Borboletas na barriga
Caixa de costura
Capitão Amendoim
Controversa maresia
De vagares...
E as fadas também se enganam no caminho?
Estorias minhas
Gomezzz
Ideiafixe
Lado B
Meia volta
Murcon
Papoila procria
PLS
Rititi
Rosa carne
Uma gota no oceano
Vento na praia

i2-1
100 Nada
A gata que mia
(In)certezas
A Ruiva
Lavandaria de ideias
Mais bolos
Marimbando
Olhos azuis
Rosa Shocking
P^2
Verde alface
Mordidas Mansas
Muito sobre nada
Água tónica e gingerale
Namorar o horizonte
Matraquilhos
Escárnio e bem dizer

i1
Bananada de goiaba
Casca d'Ovo
Doendes e duentes
Policromia
Amorizade
Assumidamente
Sr. Carne
The old man
A origem do amor
Cor de laranja
Blog de laranja
Pomboca
/var/log
Bosque da Robina
Maria da Lua
Thelma & Louise
Little black spot
Afixe
Una ragazza
Blog do Marretas
Do lado de cá
Homem a dias
Blog de terapia
Fragmagens
Assentador
Blog de uma loura
Brígida Jonas

orquidea
Miss Xangai

laranja

amarelaEvermelha

brancoEamarelo

vermelha


~Últimas pinceladas~

Querem alguma encomenda?
Para a aNa
Here it goes
T-70
Love & shopping
A lamber os beiços
O país que temos
Os meninos
CDs no carro
Das vindimas


~Contacto Colorido~
diascoloridos@hotmail.com


~Cores do passado~
Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Janeiro 2007



   

segunda-feira, outubro 10, 2005

Ota (por Miguel Sousa Tavares)

Uma história de 2 aeroportos:

Áreas:
Aeroporto de Málaga - 320 hectares,
Aeroporto de Lisboa - 520 hectares.

Pistas:
Aeroporto de Málaga - 1 pista,
Aeroporto de Lisboa - 2 pistas.

Tráfego (2004):
Aeroporto de Málaga - 12 milhões de passageiros, taxa de crescimento,7% a 8% ao ano.
Aeroporto de Lisboa - 10,7 milhões de passageiros, taxa de crescimento 4,5% ao ano.

Soluções para o aumento de capacidade:
Aeroporto de Málaga - 1 novo terminal, investimento de 191 milhões de euros, capacidade 20 milhões de passageiros/ano. O aeroporto continua a 8 Km da cidade e continua a ter uma só pista.
Aeroporto de Lisboa - 1 novo aeroporto, 3.000 a 5.000 milhões de euros, solução faraónica a 40Km da cidade.

É o que dá sermos ricos com o dinheiro dos outros e pobres com o próprio espírito. Ou então alguém tem de tirar os dividendos dos terrenos comprados nos últimos anos. Ninguém investiga isto? É preciso fazer alguma coisa. Pelo menos divulguem, ou faremos parte de "Otários" silenciosos.

[posted by inha  @ 09:38 -

1 cores:

às 27/10/05 10:31, Blogger Fernando Sertage tentou dar cor a isto...

Bom ponto de vista, só que existe um ponto fundamental na tua observação, Lisboa é cidade capital e Málaga é uma cidade provincial. Em termos de densidade populacional e disponibilidade de terreno, poluição sonora e atmosférica, risco elevado no caso de acidente, movimento de passageiros, meios de transporte, etc. as implicações são grandes e diversas e que afectam as duas cidades de forma muito diferente.

Por exemplo se o mesmo acontece-se em Madrid, tenho a certeza que os custos e as variáveis seriam muito diferentes.

No entanto não deixas de levantar um ponto muito valido, no caso de Lisboa, que demonstra uma grande falta de poder de decisão da parte dos orgãos envolvidos no processo.

Tenho aqui o caso do terminal 5 em London Heathrow, uma obra estimada em GBP 2bn, só terminal, mantendo o mesmo numero de pista, no entanto a decisao foi tomada muito rapidamente, apesar de grande resitencia da parte da população local.

 

Enviar um comentário

<< De volta a casa